A sua escola precisa ter o costume de se apoiar na inovação para conduzir sua metodologia de ensino. Todos os dias podem surgir novidades capazes de revolucionar a forma como as suas aulas são conduzidas, então é importante ficar de olho. Por exemplo, você sabe o que é experiential learning?

Cada vez mais a concorrência aumenta no mercado de trabalho, fazendo com que os estudantes precisem se qualificar extensivamente antes mesmo de saírem da escola. Os pais estão mais exigentes e você precisa levar isso em conta ao planejar a sua gestão.

No artigo a seguir, você vai aprender o que é experiential learning e as razões para adotar essa tendência no seu ensino.

O que é experiential learning?

Experiential learning é o nome usado para se referir a uma metodologia que ensina por meio da prática em vez da teoria. Em muitas áreas, é visto como a melhor forma de repassar conhecimento. Aliás, por ser altamente versátil, pode se adaptar a diversos tipos de conteúdo diferentes.

Trata-se de uma metodologia fundamentada no valor da experiência em vez de se concentrar apenas na teoria. Por exemplo, uma turma pode obter muito mais valor em uma ida ao zoológico para aprender sobre diversos animais em vez de ler sobre eles em um livro de Biologia.

O experiential learning é a metodologia que sustenta programas de estágio, que tem como objetivo ensinar na prática ao graduando como é o trabalho na área que ele escolheu. É algo que aprimora de forma significativa a capacidade de aprendizado dos estudantes.

Por que adotar o experiential learning em sua escola?

Com cada vez mais exigências no mercado de trabalho, os pais dos seus alunos provavelmente em busca de formas de qualificá-los para esses desafios. A sua escola precisa oferecer a melhor solução para eles se desejar ter sucesso nessa área e o experiential learning se mostra como uma alternativa bastante eficaz.

Prender a sua gestão de ensino a técnicas ultrapassadas será negativo tanto para os alunos quanto para a escola. Eles podem tirar boas notas em provas, mas não terão as qualificações necessárias para se destacarem quando se formarem.

Além disso, o experiential learning pode ser usado como pano de fundo para potencializar o aprendizado de idiomas. Por exemplo, uma aula de inglês pode ensinar culinária (por meio da experiência), mas ser conduzida totalmente nesse idioma (ajudando a ensinar pronúncia e construção de frases).

Fique por dentro de mais tendências

A única forma de permanecer à frente da concorrência em seu mercado é constantemente se atualizando em relação às novidades inovadoras que surgem nessa área. O experiential learning é um exemplo disso. Considere a inclusão dessa metodologia em sua escola e aproveite os benefícios.