Loading… (ou carregando…)

Muito se fala das habilidades do século 21 e de sua importância para o desenvolvimento do sujeito protagonista de sua própria vida. Queremos que nossos filhos sejam esse sujeito independente e bem-sucedido, capaz de fazer a diferença pra sua vida e para a comunidade, contribuindo para a construção de um mundo melhor. A nossa resposta, enquanto pais, é que as escolas e as famílias devem estar em sintonia e harmonia, sim! Um sim bem alto e cheio de segurança porque é isso o que queremos mesmo.

Estamos a quase um quarto do século 21 e muito já foi debatido e aprofundado sobre essas habilidades. Elas se resumiam a, basicamente, quatro: os 4 Cs. Você já deve ter ouvido falar, lido ou discutido sobre: pensamento Crítico, Colaboração, Comunicação e Criatividade. Essas são as habilidades do século 21 mais discutidas, antes mesmo dele chegar. Nas duas últimas décadas muitas pesquisas e estudos esmiuçaram essas habilidades em outras menores que as compõem. Então, que tal falarmos das habilidades do século 21, depois de duas décadas? Vamos começar com o pensamento crítico?

Ter pensamento crítico significa analisar problemas e ter ideias e soluções de qualidade. Exige do aprendente que ele use seu conhecimento de forma racional para demonstrar sua compreensão sobre o mundo e suas movimentações. A partir de então, construir colaborativamente.

O que é que podemos entender por isso? Pensar criticamente requer o desenvolvimento de habiliddaes como: inferir, saber pesquisar, identificar preconceitos, ter curiosidade.

Desenvolver a capaciddae de reconhecer se ou quando somos preconceituosos, ou quando outras pessoas são, é muito importante porque eles podem influenciar a visão e nossa compreensão sobre as coisas. Os preconceitos existem sem que a verdade seja, necessariamente, um fato. Eles trazem uma ideia preconcebida, geralmente carregada de opiniões. O saber genuíno deve ser pautado em fatos e resultados de estudos, pesquisas.

Entramos, então, em mais uma “micro-habilidade” do pensamento crítico: saber pesquisar. E é crucial entender os fatos. Saber pesquisar permite que o aprendente possa descobrir fatos e elementos que possam ser utilizados para desenvolver argumentos, ideias que devem ser pesquisadas e comprovadas.

Em uma linha de desenvolvimento de saberes que se interligam, saber inferir é ter a capacidade de chegar a conclusões tendo por base informações adquiridas através da pesquisa e análise. Sem essa capacidade de inferir, fica mais difícil chegar a conclusões sobre algum problema. Então, ao identificar o problema, pode-se pensar e avaliar que fatores podem influenciá-lo, analisando-o e pensando criticamente. Ah! Não podemos esquecer a necessidade imprescindível de questionar, ter curiosidade sobre tudo e não ter medo de fazer perguntas sobre o assunto. Explorar os caminhos da curiosidade é uma grande micro-habilidade do pensamento crítico.

Imaginem quando nossos filhos chegam da escola discutindo sobre megacidades do planeta, como Jacarta ou São Paulo, e os fatores que levaram à superpopulação dessas cidades e como poderiam ser resolvidos. Você consegue ver a necessidade de usar as micro-habilidades acima descritas? Pronto! Um ciclo virtuoso que acontece continuamente quando somos estimulados a pensar criticamente. 

Então, agora você pode estar pensando na caixa que foi utilizada pra ilustrar esse texto. O que uma caixa tem a ver com o tema? E se o título fosse:

Abrindo a caixinha do século 21: vem pensamento crítico!

O que você pensaria? Bem, se você pensou que a gente ainda vai falar mais em detalhe sobre os outros três Cs, acertou. Hoje abrimos a caixa das habilidades do século 21 e a passamos por uma rápida lupa. Você está convidado a acompanhar a gente nessa jornada por dentro dessa caixinha mágica que trouxe tantas mudanças para a educação e que ainda promete mais: o sec. 21. Vem!