Ainda que tenhamos divergência de opiniões, quando falamos sobre os objetivos da escola e da família em relação ao processo de aprendizagem das crianças há um ponto de convergência muito forte: todos querem oferecer a melhor experiência para jornadas repletas de significado. Parece algo óbvio, mas a correria do dia a dia pode, em alguns casos, tirar esse elo do foco. Sabendo disso, é de suma importância que as duas partes estejam alinhadas e preparadas para acompanharem o processo do aluno de maneira integral, na escola e em casa.   

Ao mesmo tempo em que a instituição escolar implementa um plano pedagógico, capacita seus professores, faz uso de materiais didáticos de qualidade, orienta as crianças, realiza atividades e avaliações, por exemplo, os responsáveis são primordiais para que vivência de aprendizado e crescimento se dê, também, fora dos muros da escola. Ou seja, é de extrema relevância que o dia a dia da família seja permeado pelo desejo genuíno de pavimentar uma rota que vai culminar com a formação de um cidadão contemporâneo. E há muitas oportunidades para essa interação: o momento da tarefa de casa, os eventos escolares, as reuniões de pais e professores,  as rodadas do conselho escolar e os deslocamentos diários.  

Hoje, com o avanço das tecnologias de comunicação – do WhatsApp às redes sociais, como o Instagram –, a interface entre famílias e escola e, também, entre as próprias famílias é algo que pode ser muito interessante. Além de podermos diminuir o tempo necessário para que uma determinada informação circule entre as pessoas necessárias, por exemplo, há espaço para que possamos ter simbologias e ritos que estabeleçam vínculos criados apenas em uma comunidade.  

E quais são os resultados dessa parceria quando ela é saudável? Com certeza, incontáveis benefícios!  

Com os objetivos e as responsabilidades alinhadas, família e escola conseguem apoiar os alunos de maneira muito mais orgânica quando for necessário. Em outras palavras, é possível deixar o processo de aprendizagem mais certeiro e cessar problemas o quanto antes – às vezes, até antes de se tornarem uma questão de grande impacto. Além disso, quando os responsáveis acompanham as atividades, as notas e os feedbacks dos professores, observamos um aumento significativo no rendimento dos alunos. E, claro, quando somos apoiados por quem mais amamos, tudo fica mais fácil, não é mesmo? E essa dinâmica da vida não é diferente na dimensão da experiência escolar.  

Sendo assim, apoiar as crianças, comparecer aos eventos e demonstrar que a família está engajada e sempre à disposição favorece para a criação de um contexto em que o aluno se sente seguro, confortável e motivado para aprender. Estreitar laços é fundamental para a construção de uma relação encantadora e que proporcione convites ao desenvolvimento de todos, otimizando os processos da educação e os resultados, muito mais significativos.